Um passo importante antes de iniciar sua viagem é a compra de moedas do país de destino final. Muitos preferem fazer essa troca no primeiro momento após chegar ao destino, mas um alerta é o risco das altas taxas de câmbio. O Passo a Passo para o Mundo dará algumas dicas e informações básicas para trocar moedas do jeito mais seguro.

Onde trocar

Existem 3 formas básicas de fazer a troca de moedas, a maioria das agências de conversão aceita dinheiro para a troca, mas algumas também aceitam cartões de crédito. Para valores acima de R$10 mil reais, as agências solicitam a transferência bancária.

  • Bancos: a maioria dos bancos oferecem serviços de troca de moedas para as principais moedas mundiais. O principal problema é a disponibilidade de dinheiro em espécie no momento em que você solicitar o serviço. Portanto, é recomendado ligar com antecedência para confirmar a disponibilidade, e até mesmo fazer a reserva do valor necessário. Essa reserva, em geral, tem que ser feita com pelo menos 48h.
  • Aeroportos: todo aeroporto internacional possui um balcão de câmbio de moeda estrangeira, esses balcões também podem recomprar sua moeda ao retornar de sua viagem. Um dos problemas da troca de moeda estrangeira em aeroportos são as taxas de conversão geralmente muito elevadas para sua compra, mas é possível negociar.
  • Agências: funcionam como bancos, são encontradas por toda cidade e oferecem serviços de compra de moeda. Também pode ser necessário fazer reserva caso o valor a ser trocado seja elevado.

Como funciona

Independe da forma escolhida para compra de moeda estrangeira, os serviços normalmente funcionam de forma semelhante. Você vende seu valor em real em uma quantidade igual em moeda estrangeira. A agência de câmbio calculará a taxa de câmbio e lhe dá essa quantia de moeda estrangeira em troca, no entanto eles irão adicionar uma taxa definida para sua troca ou irão ajustar a taxa de câmbio para incluir uma sobretaxa.

Como todos sabem, as taxas de câmbio são flutuantes, portanto o quanto antes você poupar  o valor que será gasto na sua viagem ao exterior, melhor. Assim,  poderá escolher o melhor dia para realizar a conversão, mas se tiverem dúvidas, entre em contato com a equipe Passo a Passo para o Mundo. Em contrapartida, se você deixar para trocar moedas próximo da data da sua viagem, você estará sujeito aos riscos de alteração nas taxas de câmbio.

Você pode acompanhar as flutuações das taxas de câmbio para conversão de moeda em vários sites online, um deles é o UOL Economia, que atualiza de hora em hora suas informações. Se você precisa de um conversor de moedas, utilize a ferramenta disponibilizada pelo Banco Central, clicando aqui.

Algumas casas de câmbio para compra e venda de moeda que o Passo a Passo Para o Mundo teve a experiência de contratar em Belo Horizonte:

Dólar comercial vs. Dólar turismo vs. Dólar paralelo

Ao acessar sites para verificar as cotações do dólar ou de qualquer outra moeda estrangeira você pode se deparar com 3 “tipos” de moeda estrangeira: comercial, turismo, pararela. Mas qual a diferença entre elas? Qual eu devo levar em conta para realizar minha troca? Vamos a explicação de cada uma:

  • Comercial: cotação utilizada por bancos e grandes empresas para realização de importações e exportações de mercadorias e é definida pelo mercado.
  • Turismo: cotação que utilizaremos para comprar moeda para uma viagem ao exterior. Utilizado para a compra de passagens, gastos em estabelecimentos internacionais e conversão de débitos efetuados no cartão de crédito no exterior. Geralmente é um pouco mais alta que a cotação comercial.
  • Paralelo: considerado um mercado “não oficial” e são definidos pelos negócios feitos “clandestinamente”, ou seja, sem reconhecimento do Banco Central.

Leia também: [News] Dólar Turismo (R$/US$)