SIMULADOR FINANCEIROOrganize seus gastos de viagem com nosso simulador. É GRATUITO!

Explore Toronto com o CityPass!

Royal Ontario Museum

Conheça uma das cidades mais multiculturais do mundo, com atrações para todos os gostos e sabores que te levam à países diversos! Chinatown, Little Portugal e Little Greek são só umas das diversas mini cidades organizadas em bairros dentro da grande Toronto.

Nesse post falaremos sobre o CityPass, uma ótima opção para quem quer conhecer as cinco atrações que o ticket tem para oferecer: CN Tower, Royal Ontario Museum, Ontario Science Centre, Casa Loma e Toronto Zoo.

Canadian National Tower (CN Tower)

301 Front St. West, Toronto, ON M5V 2T6

www.cntower.ca

Estação mais próxima: Union Station. Caminhe por 10min.

10296101_772205666137911_6029419561047738198_o Considerada uma das 7 maravilhas do mundo moderno segundo a American Society of Civil Engineers, é hoje a quinta maior torre do mundo tendo perdido sua primeira posição para a Burj Khalifa, em Dubai (829,8 metros), no ano de 2007.

A CN Tower, que tem 553,33 metros de altura em seu ponto mais distal, começou a ser construída em 1973 e foi inaugurada 3 anos após. O projeto de construção partiu de uma empresa de transporte ferroviário canadense que visava tanto o uso para desafogar o sistema de comunicações da cidade que, naquela época, estava conturbado devido aos inúmeros grandes prédios surgindo em downtown quanto para mostrar o poder da indústria nacional que emergia.

A torre conta hoje com algumas atrações, tais como o LookOut, SkyPod, Piso de vidro (Glass Floor), o EdgeWalk, além do restaurante giratório 360.

LookOut: é o observatório geral a 346m de altura, o qual você terá acesso com o ticket normal. Nele você não tem vista 360° da cidade pela janela. Para ter uma vista da cidade em 360°, desça por uma escada pequena para o piso do GlassFloor e vá até a varanda. Preço: incluso no ticket geral.

Lookout
LookOut

GlassFloor: do qual você enxerga as ruas e o telhado do Ripley’s Aquarium of Canada ao seus pés através de um piso de vidro blindado.

Antes de subir para o observatório eu mesmo achei que o GlassFloor ia ser bem bobinho, mas assim que você se depara com o piso de vidro a história muda um pouco. Foi preciso alguns minutos para que eu conseguisse dar o primeiro passo em direção ao vidro! Enquanto isso as crianças pulavam sobre o vidro sem parar.

AH! Segundo o site oficial da CN Tower: “It won’t break!” (Ele não vai quebrar), então eles sugerem que você pule à vontade! Preço: incluso no ticket geral.

GlassFloor. Vista do Ripley’s Aquarium.
GlassFloor. Vista do Ripley’s Aquarium.

 SkyPod: Se o LookOut não é suficientemente alto para você, suba mais 101 metros até o SkyPod, a 447m de altura. Nesse observatório menor você terá a chance de olhar a cidade em 360°, sem o bloqueio da grade que está presente na vista do LookOut.

A visibilidade aí é de 160km de distância e se o tempo estiver aberto será possível ver as Cataratas do Niágara e o estado de New York.

O preço do ticket à parte é de CAD$12.

l2_att_skypod

EdgeWalk: para os aventureiros que gostam de atividades ao extremo essa é uma ótima oportunidade. A EdgeWalk é, como seu nome diz, uma caminhada feita na borda da estrutura do observatório, a cerca de 346m de altura.

O ticket para essa atração custa CAD$175 + imposto, e te dá acesso à todas as outras atrações da torre, incluindo SkyPod e o LookOut. Idade mínima: 13 anos. Adolescentes de 13 a 17 anos deverão estar acompanhados dos responsáveis legais para assinar um formulário.  Acesse: www.edgewalkcntower.ca

Note que essa atração é sazonal, ou seja, pode não estar disponível na data da sua viagem. Programe-se e entre em contato com a administração da torrde caso queira incluí-la no seu roteiro.

EdgeWalk (Caminhada na borda). (from: edgewalkcntower.ca)
EdgeWalk (Caminhada na borda). (from: edgewalkcntower.ca)

Restaurante giratório 360: 360 Restaurant, é um dos mais finos restaurantes de Toronto e combina pratos incríveis com o detalhe de que as mesas ficam sobre uma plataforma giratória. A cada 72min o restaurante dá uma volta 360° garantindo que você não se canse da vista.

É possível ir direto ao restaurante e, caso peça algum prato do Main Menu (Menu Principal), você poderá ter acesso ao observatório e ao GlassFloor sem pagar por ticket. 

O preço dos pratos principais começam em CAD$50. Você pode ver o cardápio clicando aqui.

Grandes construções do mundo. (from: onomatopoeia.wordpress.com)
Grandes construções do mundo. (from: onomatopoeia.wordpress.com)

Curiosidades sobre CN Tower:

1) A altura da torre equivale a um prédio de 147 andares.

2) O elevador leva 58segundos para subir até o observatório. Se você olhar para baixo no elevador verá que parte do seu piso é de vidro.

3) A torre continua a ser usada para comunicações como a Bell, Rogers, Motorola e TTC (Transporte público de Toronto), mas a sua fonte mais rentável é o turismo.

4) Não há antenas de transmissão AM na torre. As antenas FM estão situadas a 421 metros de altura.

5) A torre pode ser vista em filmes como: Police Academy 3: Back in Training Resident Evil: Apocalypse, The Sentinel, Strange Brew, Highpoint (1982),  Super Dave OsborneKenny vs Spenny.

6) A torre possui o maior SkyPod do mundo (447 metros de altura), no qual está o Edge Walk.

Dicas que podem ser úteis sobre CN Tower:

1) Há um acesso que lhe permite ver a cidade em 360 comprando o ticket normal, no entanto a vista é coberta por uma grade de tela muito pequena, que vai atrapalhar um pouco suas fotos.

2) Cuidado se estiver pensando em ir de vestido ou saia. Com tanto piso de vidro você nunca sabe se pode estar saindo na foto de um outro turista. rs No observatório 360° pode estar ventando muito, até mesmo blusas mais largas sobem com o vento. No entanto não se preocupe em perder seu cachecol ou chapéu, há uma grade fina que cobre toda a extensão do observatório.

3) Nós gastamos cerca de 3h na CN Tower, pois sentamos no Horizons Restaurant, outro restaurante dentro da torre, para ver o pôr-do-sol. O passeio pode durar 1h ou o pôr-do-sol inteiro, depende do tempo que você tem e se você vai sentar para comer algo.

4) Sugiro fortemente que você vá até a CN Tower num fim de tarde, para pode ver a cidade escurecendo e os prédios acendendo seus letreiros. Assim você terá duas recordações da vista lá de cima que é sensacional, ao dia e à noite.

5) Enquanto espera escurecer, sente num dos restaurantes. No Horizons Restaurant tome um suco de White Cranberry comendo um delicioso Poutine com carne de pato. Os preços do Horizons Restaurant são notavelmente mais acessíveis que o 360 Restaurant.

O preço do ticket fora do CityPass para a CN Tower é hoje de CAD$28,80. (Maio de 2014)

Para reservas, preços e horário de funcionamento da CN Tower, acesse: www.cntower.ca

Royal Ontario Museum O centenário museu no coração de Toronto

100 Queen’s Park, Toronto, ON  M5S 2C6 Note que a nova entrada é pela Bloor street

www.rom.on.ca

Estação mais próxima: Museum ou St.George Station(caminhe no máx 15min)

Royal Ontario Museum
Royal Ontario Museum

Criado em 1912 pela Universidade de Toronto e pelo Governo de Ontario, é mais um dos objetos de orgulho dos torontianos. Hoje é possível ver peças raras datadas de milhares de anos atrás no museu.

Peças únicas que irão te fazer relembrar das aulas de história. Estátuas de deuses gregos, múmias reais e até mesmo uma réplica de uma tumba para você entrar. (A sensação pode ser um pouco claustrofóbica devido ao tamanho da porta de acesso à tumba).

Mas um dos objetos mais populares no museu são as ossadas de dinossauros. 13 deles foram remontados e colocados de pé para nos dar a dimensão do seu tamanho, sendo que alguns são fósseis completos e outros contam com a reposição de conjuntos ósseos artificiais.

Essa é uma visita memorável aos admiradores de História Antiga, paleontologia, zoologia (exposições de insetos e mamíferos), geologia, arqueologia e mineralogia.

Hall de entrada do ROM
Hall de entrada do ROM

Curiosidades sobre Royal Ontario Museum:

1) O preço final de construção do museu foi de CAD$270mi.

2) O ROM tem uma Free Night para estudantes de universidades canadenses, infelizmente não é possível usar a carteirinha de estudante brasileira.

3) A estrutura original, baseada no estilo Italiano Neo-Românico, de tijolo cor-de-lustre e terracota foi desenhada pelos arquitetos Pearson e Darling.

4) A arquitetura é baseada também em estilo neogótico, neo-bizantino e romano.

5) A primeira expansão do museu ocorreu ainda no século XX , a escavação foi feita basicamente com mão, picaretas e cavalos puxadores de carroça!

6) Em 1968, o ROM se separou da Universidade de Toronto e se tornou uma entidade do governo de Ontário.

Múmia genuína no ROM, em Toronto
Múmia genuína no ROM, em Toronto

7) Em 1984, após outra expansão, Sua Majestade Rainha Elizabeth compareceu oficialmente à cerimônia de abertura do Terrace Galleries, uma galeria externa do ROM.

8) No total foram 3 expansões desde a inauguração.

9) Em outra expansão, foi criado o Cristal. Estrutura moderna feita em 25% vidro e 75% alumínio em formato de cristal, que visava acessibilidade e maior abertura. Dessa forma, a entrada do museu saiu da Queen street transferida para a Bloor street.

Dicas que podem ser úteis sobre o Royal Ontario Museum:

1) “Comece a visita do 4 andar”, foi a sugestão do recepcionista do ROM apesar de que não notamos diferença. Comece pelo andar da exibição que você mais tem interesse em ver, pois ao fim de 2h você não vai estar querendo mais ver múmia nem dinossauro mesmo que sejam muito interessantes!

2) Nós gastamos cerca de 2:30 no museu. Pode ser que você gaste menos se quiser visitar somente algumas das galerias. Caso queira ver todas as galerias com mais detalhes você vai gastar mais do que 2:30.

3) Você pode fazer o ROM, e a CN Tower no mesmo dia, deixando a CN Tower para o pôr-do-sol.

4) Há exibições especiais à parte que o CityPass não cobre.

Planta do Royal Ontario Museum
Planta do Royal Ontario Museum. (From: amedeoliberatoscioli.blogspot.ca)

Preço fora do CityPass: CAD$16 O ROM oferece desconto às sextas para visitas a partir de 3:30pm a 6:30pm. O valor com desconto é de CAD$10.

Para acompanhar as exibições em destaque no museu e horário de funcionamento acesse: www.rom.on.ca/

Casa Loma O castelo gótico no meio da cidade.

1 Austin Terrace, Toronto, ON M5R 1X8

www.casaloma.org

Estação mais próxima: Dupont Station. Caminhe 10min.

Entrada principal para Casa Loma.
Entrada principal para Casa Loma.

Do espanhol “Casa na Colina”, Casa Loma é um castelo genuíno localizado no meio da cidade de Toronto. Construído em 1914 sob custeio de Sir Henry Pellat, um sonhador que tornou parceiro de seu pai na empresa corretora de ações da família aos 23 anos de idade.

A caminhada pelos 7 andares e 98 quartos do castelo conta a história da família Pellat. Família influente e dona da Pellat Pellat, empresa importante no cenário canadense no séc. IX. Com o lema “Devant Si Je Puis” (Acima de tudo se eu posso), o visionário Henry Pellat viu na ideia de construir um castelo a sua chance de fazer história e honrar o nome de sua família.

Sala de chá, um dos anexos do quarto de Lady Mary Pellatt.
Sala de chá, um dos anexos do quarto de Lady Mary Pellatt.

Curiosidades sobre Casa Loma (e um pouco de história):

1) Cerca de 4 anos após a invenção da lâmpada elétrica, por Thomas Edison, Sir Henry Pellat criou a Companhia Elétrica de Toronto, em 1883.

2) O custo da Casa Loma foi de $3.5mi e levou 3 anos para ser construído.

3)  Casa Loma foi temporariamente transformada em “Hogwarts” para o lançamento do sétimo livro da série Harry Potter.

Vista do castelo através do jardim.
Vista do castelo através do jardim.

4) Dos cerca de 250 telefones que Toronto tinha, Casa Loma tinha 59.

5) Na Casa Loma Sir Henry Pellat pediu que fosse recriado um escritório ao estilo do que Napoleão Bonaparte tinha, tendo sua mesa de trabalho idêntica à de Napoleão. Nesse escritório é possível ver uma passagem secreta, uma homenagem do Sir Pellat aos cavaleiros e castelos do passado.

6) O estilo gótico do castelo foi inspirado nos castelos reais, que Sir Henry Pellat tinha visto em suas diversas viagens à Europa.

7) A fortuna de Sir Henry Pellat não deu conta da grandiosidade do castelo. Para financiar a construção, Pellat e Pellat, a empresa, entrou em profundas dívidas.

8) Numa das tentativas de recuperar sua riqueza, Sir Pellat usou de especulação para vender terras ao redor da Casa Loma, segundo ele os futuros torontianos bem-sucedidos iriam querer se estabelecer em terra ao redor da Casa Loma. Hoje é possível ver que a região é realmente bem desenvolvida, porém, na época, Sir Pellat não contava com a Primeira Guerra Mundial. Dessa forma, canadenses poderosos preferiram apostar em títulos da guerra, não em casas.

9) Após a Primeira Guerra Mundial, Sir Pellat foi colocado diante de uma decisão difícil e acabou tendo que leiloar seu nobre castelo para pagar os impostos extraordinários que devia aos bancos.

10) Em 1924, após perder o castelo, a família Pellat se mudou para sua fazenda em King City, ao norte de Toronto.

11) Uma companhia de New York quis comprar o castelo para torná-lo em um hotel luxuoso, mas o contrato nunca foi concluído.

12) Escola, museu, galeria de arte e casa de homenagem para veteranos de guerra, todas essas opções foram cogitadas antes da Casa Loma se tornar um museu aberto, em 1937.

13) Alguns filmes que tiveram cenas gravadas na Casa Loma: X-men, Chicago, Strange Brew, The Tuxedo e The Pacifier.

Castelo, visto da saída da estação Dupont de metrô.
Castelo, visto da saída da estação Dupont de metrô.

Dicas que podem ser úteis sobre Casa Loma:

1) Se você está conhecendo a cidade de bicicleta note que, apesar de estar localizada numa colina, ainda é possível acessar a Casa Loma tranquilamente de bike. A “colina” é na verdade um morro no qual o castelo fora construído, nada que dificulte o acesso.

2) Importante: A Casa Loma disponibiliza guarda-volumes por CAD$1 e um aparelho de áudio que você carrega na mão durante o tour e vai escutando a história de cada cômodo pelo qual você passa, esse último é de graça e ambos podem ser adquiridos no piso da Gift Shop, dentro do castelo.

3) Não deixe de subir no topo da torre principal do castelo e ver a cidade lá de cima.

4) Aos que gostam de jardins, há um caminho que segue à direita do jardim de trás do castelo com diversas espécies. Dependendo da estação a vista pode ficar muito bonita de lá. Rosas, hortênsias e outras flores que dão um cheiro especial à caminhada curta.

5) Nós gastamos cerca de 3h horas para explorar o museu, acompanhando a história contada pelo aparelho de áudio em quase todos os cômodos.

Preço fora do CityPass: CAD$24

 Ontario Science Centre

770 Don Mills Rd, Toronto, ON M3C 1T3

Na Pape Station pegue o ônibus 25 Don Mills em direção ao Norte

www.ontariosciencecentre.ca

Fachada do Ontario Science Centre.
Fachada do Ontario Science Centre.

Construído em 1969, o museu de ciências, com interatividade para toda a família tem um formato peculiar com escadas rolantes e pontes ligando os edifícios que foram construídos no barranco que desce ao encontro do rio Don River.

Grande parte do público são crianças trazidas das escolas da região. Mas mesmo assim é possível ver pais e famílias inteiras aproveitando o que o museu tem para oferecer. Afinal, nunca é tarde para aprender um pouco de Ciência e quanto a isso o museu traz bastante opção.

O museu é um pouco infantil, mas ainda assim conta com exibições que podem ser interessante como a do corpo humano, o planetário, uma galeria que te desafia sobre mitos e verdades, uma exibição sobre a flora canadense dentre outras diversas disponíveis.

Dicas que podem ser úteis sobre o Ontario Science Centre:

1) Não há metrô que deixa próximo ao Ontario Science Centre. Para chegar até lá pegue o metrô até a Pape Station e dentro da própria estação você verá os ônibus, embarque no 25-Don Mills rumo à North.

Há placas próxima aos ônibus dizendo se ele vai para o Norte ou Sul. O ônibus anda por cerca de 20min antes de parar em frente ao Ontario Science Centre. Basta você dar sinal quando ele avisar: “The next stop is St Dennis Drive, Ontario Science Centre”.

2) Você não pode deixar de visitar o planetário dentro do museu, eles têm uma rocha legítima trazida da Lua!

3) Caixa de confinamento: você não pode sair do museu sem passar por essa experiência. Entre num equipamento que te conta uma história sobre escravos que foram trazidos em navios à América enquanto as paredes se fecham.

A porta fica destrancada e você pode empurrá-la a qualquer momento se sentir desconfortável no cubículo mas não se preocupe, o equipamento é seguro e a experiência é única! Ouça com atenção à história contada por um narrador gravado.

Caixa de confinamento no Ontario Science Centre.
Caixa de confinamento no Ontario Science Centre.

4) Não deixe de subir na sala do medo, é outra experiência que você não pode deixar de fazer. Apesar da foto de uma aranha na subida da escada, não se preocupe, é apenas uma brincadeira científica que usa um jogo de espelhos. (o que acontece eu não vou falar! rs)

5) Se o Ontario Science Centre não tivesse incluso no CityPass talvez não seria um destino que o Passo a Passo para o Mundo visitaria. Tanto por ser um pouco longe quanto pelo conteúdo pouco atrativo no geral. Pouquíssimas exibições fazem a visita valer a pena, é o caso da caixa de confinamento e da sala do medo. O lugar é legal mas não vale os CAD$22. Se você estiver viajando com crianças, não deixe de ir, eles irão amar!

6) Ficamos por cerca de 3h no museu. O valor do ingresso comprado fora do CityPass é de CAD$22.

Toronto Zoo A casa do urso polar e do panda gigante

2000 Meadowvale Rd, Toronto, ON M1B 5K7

Na Kennedy Station pegue o ônibus 86A em direção ao Toronto Zoo www.torontozoo.com

Entrada do Zoológic de Toronto.
Entrada do Zoológico de Toronto.

Aberto em 1974, é o maior zoológico do Canadá e conta com 287hectares de extensão. 7 diferentes áreas geográficas contam no total com 5000 animais, os quais representam cerca de 500 espécies diferentes. São elas: Indo-Malaya, Africa, Canadian Domain, Americas, Australasia, Eurasia e Tundra Trek.

As estrelas do zoo são os pandas gigantes, os ursos-polares e os gorilas. Os pandas  ficarão no zoológico de 2013 a 2017, graças à um acordo de $20mi feito com a China.

DSCN0440
Panda gigante no Toronto Zoo em Maio de 2014.

Dicas que podem ser úteis:

1) O ônibus 86A leva cerca de 40-50min da Kennedy Station até a entrada do Zoo. Há ônibus circulando em intervalos pequenos de tempo. Há uma parada na entrada do Zoo, então não se preocupe pois você perceberá quando tiver que descer do ônibus.

2) **Leve sua refeição, ou então alguns snacks se não quiser gastar muito, um hot dog simples custa CAD$4,99 + taxas no restaurante do Zoo. Todo mundo leva sua própria comida e faz picnic nas mesas do parque. O que mais se vê são famílias carregando sua comida para o dia, não tenha vergonha de levar a sua refeição!

3) O parque tem alguns (poucos) bebedouros, então leve sua garrafinha.

Urso polar no Toronto Zoo.
Urso polar no Toronto Zoo.

4) **Fique atento ao horário que você vai chegar no Zoo, os animais têm horário para serem alimentados. Caso você chegue após o horário de almoço pode ser que eles estejam tirando uma soneca em suas tocas, o que vai te impossibilitar de observá-los caminhando pela jaula.

5) O estacionamento custa CAD$10.

6) É possível fazer um passeio de camelo por CAD$5, ou até mesmo um passeio de carrinho de safari por todo o zoológico por CAD$8.

7) **O Zoo é gigante mas você não vai se perder tão fácil, é bem fácil andar por lá. Comparar o mapa com as cores das pegadas no chão é uma boa forma de saber se está indo para o caminho certo!

DSCN0546

8) Levamos um dia para passear pelo Zoológico, vimos todas as áreas, mas sempre tem um pouco mais para explorar!

9) O Zoo não tem nenhum elefante atualmente. Em 2013, devido à uma sucessão de mortes de elefantes no Toronto Zoo, uns por velhice e outros por causas inexplicadas, o zoológico foi forçado por entidades maiores a transportar os 3 elefantes restantes para a Califórnia.

O preço do ingresso no parque é de CAD$28.

Crianças abaixo dos 12 anos paga CAD$18. Para mais informações acesse www.torontozoo.com/ExploretheZoo/Admission.asp

Sobre o CityPass

torontocitypass Caso você decida comprar cada um dos ingressos separadamente, o valor final dos 5 passeios será de cerca de CAD$118. Com o CityPass você terá acesso à esses 5 lugares pagando hoje U$69 ou CAD$77.

Como funciona o CityPass?

Você paga pelo voucher e escolhe um dos pontos turísticos para retirar o seu livrinho, como o nosso da foto. Dentro desse livrinho há 5 folhas com o código de acesso para cada uma das 5 atrações que devem ser apresentados na entrada. Você tem até 1 ano para começar a usar o seu CityPass.

A partir do dia em que você usa o primeiro ingresso você tem 9 dias para usar todos os outros ingressos antes que ele expire. Nós fizemos todas as atrações em 5 dias.

Sugestão de roteiro para o CityPass

No primeiro dia: fomos ao CN Tower e ao Royal Ontario Museum;

no segundo dia: Ontario Science Centre;

no terceiro dia: Casa Loma;

no quarto dia: Toronto Zoo. É possível fazê-lo talvez em 3 dias, juntando o segundo e o terceiro dia em um só : Ontario Science Centre + Casa Loma. 

O CityPass pode ser adquirido no site da Viator . A Viator é uma empresa que está presente em diversos países e disponibiliza city tours, viagens, voos de helicóptero, excursões, dentre outros passeios para destinos no mundo inteiro. Graças à eles o Passo a Passo para o Mundo pôde fazer esse passeio maravilhoso e explorar ainda mais a cidade de Toronto!

Outras atividades em Toronto podem ser encontradas no site da Viator. Diga a eles que conheceu a empresa pelo site de viagens Passo a Passo para o Mundo.

e Bon Voyage!

3 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *